Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/12/21 às 18h29 - Atualizado em 15/12/21 às 9h54

Taxistas assumem pontos de apoio

Taxistas assumem pontos de apoio

 

A Secretaria de Transporte e Mobilidade entregou para sete taxistas o termo de responsabilidade de administração dos pontos de apoio. A entrega ocorreu na manhã desta terça-feira (14), no ponto de apoio dos taxistas no aeroporto. A medida visa evitar o abandono dessas estruturas e promover a manutenção e o cuidado com os lugares que servem de abrigo aos motoristas de táxi. A permissão é válida por um ano.

 

O projeto prevê que apenas os taxistas titulares podem assinar o termo de responsabilidade sobre o ponto de apoio e deverão apresentar uma prestação de contas à Semob a cada três meses. Até o momento, 11 titulares se disponibilizaram para administrar os pontos que estão em uso. Sete deles já estão com o termo em mãos.

 

Marco Antônio do Espírito Santo é taxista no DF há 15 anos, trabalha na região do SIA (Setor de Indústria e Abastecimento) e hoje vê maior segurança com o termo de responsabilidade emitido pela Semob.

 

“Agradecemos a Subsecretaria de Serviços (Subser) porque agora nós temos uma garantia. Tudo que a gente vai resolver precisa ter um responsável pelo ponto, precisa levar um documento para resolver, como uma mudança na conta de telefone”, explicou o motorista.

 

Para que fosse possível emitir esses termos de responsabilidade, foi necessário verificar a disponibilidade dos pontos de apoio. O Subsecretário de Serviços, Ricardo Grossi, explicou que, com o levantamento, foi possível mapear estruturas já ocupadas para outros fins, alguns pontos abandonados e outros em funcionamento.

 

“A partir desse estudo de campo, lançamos uma portaria para que os autorizatários pudessem administrar o ponto de taxi e para isso foi criado o termo de responsabilidade para os taxistas poderem assumir a administração desses locais”, esclareceu Grossi.

 

Ainda segundo o subsecretário, com esse termo, a própria Semob passa a conhecer os taxistas que utilizam as estruturas existentes. Grossi adiantou que, para que mais pontos possam ser administrados pelos próprios taxistas, uma nova portaria será publicada em breve. “Após esse processo, os pontos que não tiverem taxistas responsáveis serão repassados para as administrações regionais”, esclareceu.

 

O presidente do Sindicato dos Taxistas, Sued Silvino, destacou a importância desse levantamento feito pela Semob. “Uma coisa importante é que esses pontos sequer eram homologados. Foi feito um trabalho muito importante que não existia em Brasília. Eu achei muito interessante e necessário”, frisou o representante da categoria que se fez presente na entrega dos termos de responsabilidade.